Torres Vedras – Destruição de ninho de vespa velutina

0
13

O Comando Territorial de Lisboa, através do Núcleo de Proteção Ambiental de Torres Vedras, no dia 26 de agosto, identificou um ninho de vespa velutina, na localidade de Ameal, concelho de Torres Vedras.

Após uma denúncia a dar conta da existência de vespas velutinas naquela localidade, os militares conseguiram identificar o ninho, que se encontrava localizado num telheiro, no interior do pátio de uma habitação, a cerca de 2,20 metros do solo. No seguimento das diligências, foi informada a Proteção Civil de Torres Vedras e o ninho foi destruído através de intervenção química (feromonas) e com recurso a sistemas mecânicos para injeção no ninho (cana de carbono).

Importa referir que a presença da vespa velutina é uma espécie não indígena, predadora natural das abelhas e outros insetos, o que pode, eventualmente, originar a médio prazo impactos significativos na biodiversidade, em particular nas espécies de vespas nativas e nas populações de outros insetos, representando um risco para a apicultura,  para a produção agrícola e para o ambiente, tendo por todos estes riscos, sido classificada, em julho de 2016, como espécie exótica invasora de preocupação para a União Europeia.

A deteção ou a suspeita de existência de ninho ou de exemplares de Vespa velutina deverá ser comunicada através de um dos seguintes meios:

·         Contactar a linha SOS Ambiente e Território – 808 200 520. Neste caso o observador será informado do procedimento a seguir para a efetiva comunicação da suspeita;

·         Inserção/georreferenciação online do ninho ou dos exemplares de vespa e preenchimento online de um formulário com informação sobre os mesmos, disponível no portal www.sosvespa.pt, acessível a partir dos portais da Direção Geral de Veterinária e Alimentação, do Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, das Direções Regionais de Agricultura e Pescas, do SEPNA/Guarda Nacional Republicana e das Câmaras Municipais respetivas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here