Covid-19: Autoridades de saúde atribuem aumento de casos a maior “mobilidade social”

0
18

As autoridades de saúde portuguesas atribuem o aumento do número de novos casos de covid-19, que hoje atingiu valores apenas registados em abril, ao regresso das férias e à maior mobilidade.

Portugal registou hoje o maior aumento do número de novos casos diários da covid-19 (646) desde 20 de abril, dia em que foram notificadas 657 novas infeções pelo novo coronavírus SARS-CoV-2.

Jamila Madeira adiantou que com o regresso pós-férias, com o reinício das escolas, com mais mobilidade e mais contactos, o Governo já estava expectante que o número iria aumentar e por isso anunciou uma medida, a tomar em breve, acionando um período de contingência para todo o país.

A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, salientou sobre esta questão que o facto de 12% dos casos dizerem respeito a pessoas com mais de 70 anos indica maior mobilidade social.

Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais três mortes relacionadas com a covid-19 e 646 novos casos de infeção, num total de 61.541 casos desde o início da pandemia da covid-19, segundo o relatório diário da DGS sobre a situação epidemiológica no país hoje divulgados.

Em relação a terça-feira, o número de novos casos mais do que duplicou, passando de 249 para 646, o valor mais alto desde o dia 20 de abril, em que foram registadas mais 657 novas infeções, num total de 20.863 infetados.

Valores mais elevados só foram encontrados durante o período do estado de emergência em que foi ultrapassada a barreira dos mil novos casos por dia, nomeadamente no dia 31 de março (1.035) e no dia 10 de abril, em que foi atingido o valor mais elevado de sempre: 1.516 novas infeções.

Portugal entrou no dia 03 de maio em situação de calamidade devido à pandemia, depois de três períodos consecutivos em estado de emergência desde 19 de março.

Desde 01 de julho, o país entrou em estado de alerta, exceto a Área Metropolitana de Lisboa, que se mantém em estado de contingência.

A partir de 15 de setembro “todo o país ficará em estado de contingência” para que se possam definir as medidas necessárias “em cada área para preparar o regresso às aulas e o regresso de muitos portugueses ao seu local de trabalho”, segundo a Ministra da Presidência.

Em Portugal, o primeiro caso confirmado de covid-19 foi notificado no dia 02 de março. Desde então, foram notificados 61-541 casos confirmados e 1.849 óbitos.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 898.503 mortos e infetou mais de 27,6 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

GC (HN) // HB

Lusa/Fim

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here