Operação “Areia Branca”: desmantelamento de rede de tráfico de estupefacientes

0
89

O Comando Territorial de Santarém, através do Núcleo de Investigação Criminal de Coruche, nos dias 13 e 14 de janeiro, desmantelou uma rede de tráfico de estupefacientes e deteve quatro homens e duas mulheres, com idades compreendidas entre os 22 e os 57 anos, nos concelhos de Cartaxo e de Salvaterra de Magos.

Esta investigação por tráfico de estupefaciente durava há três anos, os militares da Guarda verificaram que os suspeitos dedicavam-se diariamente à prática da atividade ilícita, provocando alarme social e receio na população local. No decorrer da investigação foi possível apurar-se ainda que a sua subsistência resultava exclusivamente do tráfico de estupefacientes, sendo este destinado à revenda e venda direta ao consumidor, nos concelhos de Cartaxo, Salvaterra de Magos, Coruche, Santarém e Alpiarça.

Após diligências policiais, foi efetuada uma operação destinada ao combate de tráfico de estupefacientes, tendo sido dado cumprimento a quatro de mandados de detenção e a 12 mandados de buscas, cinco domiciliárias, cinco em veículos e duas em anexos, que culminaram na apreensão do seguinte material:

  • 1 628 doses de cocaína;
  • 28 doses de heroína;
  • 57 doses de canábis;
  • Sete doses de crack;
  • 16 029,32 euros em numerário;
  • 705 munições de diversos calibres;
  • 15 telemóveis;
  • Um computador portátil;
  • Cinco veículos;
  • Três pistolas de calibre .22;
  • Duas caçadeiras de calibre 12;
  • Uma pistola de calibre 9 mm;
  • Um revólver de calibre .38;
  • Uma soqueira;
  • Um punhal;
  • Duas balanças de precisão;
  • Uma faca de corte de estupefaciente;
  • Diverso material relacionado com a prática do ilícito.

Para além dos seis detidos, os militares da Guarda detiveram ainda em flagrante três homens, com idades compreendidas entre os 30 e os 49 anos, por tráfico de estupefacientes, que se encontravam associados a esta investigação.

Os detidos, um dos quais com antecedentes criminais por crime de roubo com arma de fogo, permaneceram nas instalações da Guarda e foram presentes a primeiro interrogatório ontem, dia 15 de janeiro, no Tribunal Judicial de Santarém, tendo sido aplicadas as seguintes medidas de coação:

  • Três prisões preventivas, sendo que dois detidos foram conduzidos para o Estabelecimento Prisional de Leiria e um para o Estabelecimento Prisional de Tires;
  • Três apresentações periódicas bissemanais no posto policial da área de residência e proibição de contactos com os restantes arguidos e testemunhas.

A operação contou com o reforço dos Postos Territoriais de Coruche, da estrutura de Investigação Criminal (IC) e do Destacamento de Intervenção (DI) de Santarém, do Grupo de Intervenção Cinotécnica (GIC), do Grupo de Intervenção de Ordem Pública (GIOP) e do Grupo de Intervenção de Operações Especiais (GIOE) da Unidade de Intervenção (UI), envolvendo um total de 112 militares da Guarda, e com o apoio da Policia de Segurança Pública (PSP).